Acessar o portal SBRH

Mensagem do Presidente

Antigamente, a enfermagem executava um papel passivo dentro dos centros de reprodução humana e, com isso se tornavam profissionais com baixa visibilidade, fator esse que ocorre devido a falta de conhecimento profissional pela não abordagem a área durante a sua graduação. Ainda hoje, o conhecimento prévio em Medicina Reprodutiva está aquém ao desejável mas, em contrapartida, o campo de atuação para esse profissional vem crescendo e assim, aumentando o interesse de procura pela área.

Considerando esses aspectos, e o fato da enfermagem ser parte fundamental no tratamento, percebemos a necessidade de aumento do espaço para esse profissional de modo a atualizá-los torná-los associados a comissão, com participação efetiva na Sociedade Brasileira de Reprodução Humana.

Estamos em desenvolvimento de muitos projetos para acompanhamento e desenvolvimento dos profissionais de enfermagem que atuam em reprodução humana e saúde da mulher procurando sempre trazer conhecimento e crescimento profissional.

Em breve, teremos mais detalhes!



João Pedro Junqueira Caetano
Presidente